Qual a diferença entre mentir e viver na mentira?

Todo mundo sabe, que Deus é justiça e verdade, e nele não existe trevas nenhuma. Mas também sabemos que o diabo se instituiu o pai da mentira, e nele existe todas as trevas, engano e imundícia.

Mentir significa deixar de dizer a verdade, falar algo falso, com o intuito de enganar ou iludir. Ao mentir, a pessoa tem a intenção de fazer os outros acreditarem em algo que não existe.

A questão, é que a mentira nasce sempre de uma intenção, seja o desejo de esconder alguma coisa, o desejo de vangloriar-se de algo que não é verdade, ou até mesmo de escapar de uma situação que lhe corresponde.

Foi assim no tempo de Caim, que disse não saber do paradeiro de seu irmão Abel, logo após matá-lo. Assim, para evitar seu castigo e manter tudo em oculto, mentiu para o próprio Deus, que conhece todos os corações e sonda o mais íntimo dos pensamentos.

Sua mentira gerou uma maldição, uma marca que o acompanharia por toda a sua vida, que lhe traria desgraça e tristeza.

Mas a mentira sempre possui um interesse por detrás, e no caso de Adão e Eva, era culpar um ao outro pelo pecado que cometeram.

Adão, disse a Deus que a mulher tinha oferecido o fruto do conhecimento do bem e do mal, porém a mulher, por sua vez, colocou a culpa na serpente. Mas nenhum dos dois teve coragem de pedir a ajuda de Deus, pelo fato de terem pecado.

A mentira é assim, ela ELIMINA A GRAÇA, ou seja, ela tira do homem, a oportunidade de ser sincero, e poder consertar as coisas. A mentira, faz com que tudo se complique ainda mais, e traz consequências severas para qualquer um.

Viver na mentira por outro lado, é adotar a mentira como uma forma de viver. A pessoa passa a ser aquilo que de fato não é, mostrando-se boa, honesta, mas no fundo, é alguém cheio de malícia que deseja tirar proveito da situação.

A pessoa que vive na mentira nunca é honesta, ela faz de tudo para não desagradar aos demais, mesmo que tenha que fazer acordo com o mal, e esse tipo de prática é condenada por Deus.

Até Jesus mostrou isso em sua passagem pela terra, onde não julgou o ladrão, e nem mesmo a prostituta, muito menos os assassinos que lhe estavam crucificando, mas sim, julgou os hipócritas e fariseus, que apresentavam santidade, mas por dentro eram cheio de imundícia.

Agora imagine…

Se você for morar no céu… Você será uma pessoa íntegra ou falsa? Será que é possível esconder algo de Deus?

Se ele te perguntasse algo, você tentaria mentir?

Ou se ordenasse algo, aparentaria por fora algo que não concorda por dentro?

É por isso que os mentirosos não podem entrar no Reino de Deus, porque não podem esconder Dele o que é reto e verdadeiro.

Por isso, ao invés de fazer como Adão e Eva, colocando a culpa nos outros, ou até mesmo como Caim, tentando mentir para não assumir sua responsabilidade, faça uma oração para Deus, pedindo ajuda para se limpar de toda a mentira.

Sejam honestos e peça-lhe clareza de ideias, e que ela possa abrir seu entendimento para perceber, que tipo de pessoa você está sendo por dentro, e se isso realmente corresponde com o que está por fora.

Vale a pena ressaltar, que nenhuma forma de mentira agrada a Deus, seja ela vivida ou praticada, mas sim existe uma grande diferença entre os dois termos.

Vamos tratar de entender a fundo, o objetivo de Deus ao ensinar o homem a viver e praticar a verdade, o motivo e a importância desse ensinamento, assim como suas respectivas consequências, que é a salvação eterna da alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.